Entenda o que é e o que deve ser feito para estimular a psicomotricidade infantil

A psicomotricidade infantil era comumente usada apenas como uma forma de corrigir alguma dificuldade ou debilidade nos movimentos da criança. Porém, hoje ela é vista como uma importante ferramenta para a estimulação motora, intelectual e afetiva na primeira infância.

Neste artigo, você vai entender o que é psicomotricidade. Além de saber em quais aspectos ela contribui para o desenvolvimento infantil e também algumas dicas de como fazer para estimulá-la. Por isso, continue com a leitura e não deixe de conferir.

O que é a psicomotricidade infantil

A psicomotricidade infantil trata-se de uma ciência que estuda a relação das funções motoras da criança com as funções psíquicas. Ou seja, a relação que existe entre o corpo e a mente.

Desde o ventre materno o bebê passa por diversos estágios de amadurecimento dos seus movimentos. Após o nascimento, ele precisa adaptar-se ao mundo, integrando os movimentos às suas próprias necessidades, desejos e pensamentos, resultando em gestos espontâneos que ajudam a criar consciência sobre o seu corpo e a aumentar a coordenação.

De acordo com Associação Brasileira de Psicomotricidade, há uma influência entre a motricidade, pensamento e emoção. Sendo assim, o movimento do corpo estaria integrado com as experiências vivenciadas pelo bebê, sendo influenciado tanto por fatores internos quanto externos.

Importância no desenvolvimento da criança

A educação psicomotora é importante para desde o início da vida. Isto porque serve de base para um bom desenvolvimento funcional nas primeiras fases da vida do bebê. Ao estimular a prática dos movimentos por meio de atividades lúdicas, os pequenos aprendem a relacionar-se com o mundo onde vivem, conhecendo suas possibilidades e limitações durante esse processo.

Para que o método de aprendizagem aconteça da melhor maneira e possa favorecer ao máximo o desenvolvimento infantil, é fundamental que a criança conte com um ambiente seguro não só fisicamente, mas também emocional e psicologicamente. Desse modo, ela torna-se apta a:

  • ter uma melhor percepção por meio do conhecimento dos movimentos do próprio corpo;
  • movimentar-se com segurança, maturidade e de maneira livre;
  • valorizar a própria identidade e desenvolver a autoestima;
  • expressar suas capacidades por meio de ações criativas e emoções;
  • estimular e amadurecer suas habilidades motoras finas de modo a facilitar o aprendizado da escrita;
  • expressar suas ideias com mais precisão e clareza, facilitando a comunicação com as pessoas;
  • estimular sua capacidade sensitiva por meio das sensações e as relações existentes entre o próprio corpo e o exterior;
  • afirmar a sua própria identidade e a construção da unidade corporal da criança;
  • desenvolver movimentos ritmados envolvendo jogos com movimentos e danças específicas.

Shutterstock Algumas atividades podem estimular a psicomotricidade infantil

Premissas básicas da psicomotricidade

Existe uma série de elementos psicomotores relacionados à psicomotricidade infantil. Porém, é possível destacar alguns que são considerados mais comuns, como você verá a seguir.

Esquema corporal

Consiste no conhecimento pré-consciente que a criança tem com seu próprio corpo. Conforme ela interage com os espaços, pessoas e objetos à sua volta, as descobertas transformam-se em informações proprioceptivas ou cinestésicas, que podem ser sentidas sem o uso da visão. Desse modo, o esquema corporal vai se modificando e se ajustando de acordo com o seu crescimento.

Imagem corporal

É considerada a representação mental inconsciente que a criança começa a ter em relação ao próprio corpo. A construção dessa imagem tem início pelos traços herdados do pai e da mãe e recebe as primeiras marcas de sua história singular. Esse processo começa desde cedo e, por meio dele, acontecem as suas primeiras percepções dos sentidos que vão determinar a maneira que ela percebe o mundo externo.

Motricidade fina

A motricidade fina é fundamental para desenvolver a capacidade da criança de efetuar movimentos coordenados usando os grupos musculares. Por meio de exercícios de coordenação motora será possível avaliar se ela tem alguma dificuldade que precisa ser trabalhada ou mesmo se há alguma habilidade latente.

É possível estimular a psicomotricidade infantil através do lúdico

Shutterstock Uma das formas de promover a psicomotricidade infantil é por meio de brincadeiras

Tônus muscular

O tônus muscular consiste na tensão fisiológica muscular, que tem como função cuidar da coordenação, equilíbrio e postura. Ao avaliar esse elemento é possível identificar se o bebê é capaz de manter essas características em qualquer posição em que o seu corpo esteja ao movimentar-se ou quando ele está parado.

Além disso, o tônus muscular permite identificar características físicas e emocionais, como manias, ansiedade, hábitos, timidez, etc.

Organização espaço-temporal

Trata-se da capacidade do bebê em movimentar-se e orientar-se de maneira adequada dentro do espaço e tempo. Para desenvolver essa habilidade, é importante envolver o pequeno em atividades para a compreensão de perto e longe, dentro e fora, antes e depois, em cima e embaixo, entre outros.

Lateralidade

A lateralidade é definida pela capacidade de do uso dos dois lados do corpo ao mesmo tempo. Esse conceito é o contrário da chamada dominância lateral, onde a pessoa desenvolve mais as habilidades em apenas um dos lados do corpo, como no caso dos destros e canhotos.

Como estimular a psicomotricidade na educação infantil

Como vimos até agora, é importante que a criança seja acompanhada em seus primeiros anos de vida para que possa desenvolver-se bem em todos os aspectos. Para isso, é possível fazer uso de algumas ações para estimular o seu pequeno.

De acordo com especialistas em psicomotricidade infantil, o afeto consiste em um importante regulador de emoções, o que traz influências para o desenvolvimento da criança. Dessa forma, o ambiente em que ela está inserida terá relação com o aprimoramento de seus movimentos.

Atividades físicas são indispensáveis para que o pequeno possa ter mais percepção sobre o seu corpo, mente e emoções. Para isso, o indicado é incentivar tanto a prática de esportes individuais ou em grupo, além de proporcionar brincadeiras que favorecem o movimento, como pega-pega, esconde-esconde ou equilibrar-se num pé só. Brincadeiras como imitar animais e telefone sem fio, por exemplo, podem ajudar a estimular a fala.

Neste artigo, você pôde entender o que é psicomotricidade infantil e também a importância de começar a desenvolver as habilidades do seu pequeno desde cedo. Dessa forma, a criança terá um melhor relacionamento com o próprio corpo e com o mundo à sua volta.

Gostou do artigo? Aproveite para curtir nossa página do Facebook e não perca nenhuma novidade sobre o universo infantil.

Nos conte o que você acha!



Source link