Os moradores de Pico Truncado, um pequeno município argentino de cerca de 20 mil habitantes, tomaram um pequeno susto no último dia 27 de dezembro. A população se deparou com uma nuvem gigante de vários quilômetros cobrindo o céu da cidade.

Nas redes sociais, várias pessoas fizeram fotos e vídeos do fenômeno que, pôde ser visto de outros pontos da província de Santa Cruz e também observado em uma altura consideravelmente baixa.

publicidade

Sem conhecer ao certo o que era o fenômeno ou seu causador, os moradores passaram a criar uma série de teorias sobre o que se tratava a nuvem, que é conhecida como “rolo”, por conta de seu formato tubular e que pode ser visto por vários quilômetros.

Leia também

Nasa abre registro para enviar seu nome a Marte

Uma resposta para a velocidade de expansão do universo

publicidade

Aquecimento Global: estudo mostra que viver em regiões como o Brasil pode se tornar insuportável

Mas o que é a nuvem?

Segundo o Atlas Internacional de Nuvens, as nuvens de rolos são chamadas de Volutus, uma espécie de nuvem que é definida como uma massa longa de nuvens, geralmente baixa, isolada e tubular. Visualmente, ela parece girar lentamente em torno de um eixo horizontal.

Nuvens deste tipo são formadas por tempestades, cujos ventos mudam a velocidade ou a direção durante um fenômeno natural conhecido como “inversão”, que ocorre quando a temperatura do ar se altera e deixa o ar quente no topo de uma camada de ar frio.

As Volutus não são exatamente raras, inclusive, sua aparição é relativamente comum em países como AustráliaRússia e Estados Unidos. Não foi sequer a primeira vez que um fenômeno do tipo aconteceu na América do Sul. Em 2019, uma nuvem tubular pôde ser vista no Uruguai.

Fonte: Televisa.News e UOL

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!





Source link