É intrínseco ao ser humano se sentir melhor em meio à natureza, e isso vem desde nossos primórdios. A moderna e agitada vida de grande parte da população requer um escape natural, mesmo que dentro de suas próprias casas ou escritórios. Segundo pesquisa do IBGE, estima-se que a maioria das pessoas passam 90% do tempo em ambientes fechados ou sem acesso à natureza.

Assim nasceu o termo “plantscaping“, e também, uma nova profissão: o plantscaper. Trata-se do profissional com muito conhecimento em plantas, que usa o seu olhar artístico para incorporá-las aos ambientes, suavizando a atmosfera e o espaço. Geralmente esses profissionais tem estudos prévios em arquitetura, design de interiores, decoração, ou demais áreas que complementam a técnica.

Ambiente de Angela Chinasso na Mostra Artefacto Curitiba. (Casa Cláudia. Divulgação/Artefacto)
Foto: Pinterest

 

Quais os benefícios de montar um espaço dedicado à natureza em casa ou nos escritórios?

  • Purificação do ar através das plantas, reduzindo o risco de doenças;
  • Diminuição da pressão arterial, da frequência cardíaca e do hormônio do estresse (cortisol);
  • A luz natural libera serotonina, regula o metabolismo, melhora o humor e o sono;
  • Bem-estar de forma generalizada;
  • Aumento da produtividade na escola ou trabalho ao redor de 15% (Fonte: Royal Institute of British Architects – RIBA)
Imagem: Escritório Muxin Design. (worldarchitecture.org)

 

Imagem: Escritório Muxin Design. (worldarchitecture.org)

 

DESIGN BIOFÍLICO

Em 1984 o termo “Biofilia” foi publicado pelo ecólogo americano Edward O. Wilson, que propôs a sua teoria do amor pela vida. Do grego “bios”, vida + “philia”, amor, afeição – o que sugere que os seres humanos tem uma conexão inata com todos os organismos vivos, a natureza.

O varejo também está aderindo cada vez mais ao design biofílico, que tem o mesmo propósito: levar a natureza para dentro de espaços varejistas. A pandemia do Coronavírus tem intensificado a proposta, visto que cada vez mais se faz necessário espaços de ar purificado e que nos remetam ao relaxamento. Uma experiência online pode ser substituída por um passeio ao “ar livre” com o intuito de compras. O empreendimento também se beneficia, visto que a arborização está ligada a uma receptividade de preços mais altos, bem como uma experiência positiva em relação à compra.

Shopping Cidade Jardim Campinas. Foto: Divulgação.

No mundo todo é possível ver a adesão do varejo ao design biofílico, despertando o bem-estar dos consumidores e convidando a passar mais tempo em seus empreendimentos. Um movimento que promete ficar, sem hora de ir embora!



Source link