O relato do menino emocionou os internautas, por sete anos o pequeno esperou por um lar

A história de vida de um menino de apenas 9 anos encantou muitas pessoas na internet. Recentemente, o pequeno Elijah conseguiu o que mais sonhava – uma família de verdade! Afinal, o garoto passou sete anos migrando entre orfanatos e lares temporários de adoção.

No último mês, Elijah foi adotado oficialmente por Mandi e Jon Mays. O casal de Olkahoma, Estados Unidos, já cuidava da criança desde 2016. Os dois ainda são pais de dois filhos biológicos – Harper (16) e Dalton (13). Além de Elijah, há alguns anos, eles também adotaram Judah, de 7 anos.

“Essas duas crianças se encaixam muito bem em nossa família. Decidimos que adotá-los seria a melhor coisa para nós”, explicou Mandi, ao programa Good Morning America. Ela ainda contou que de início o garoto teve alguns problemas sérios de comportamento.

Porém, tanto a mãe como os outros membros da família consideraram algo normal. Pois, aquela era a sexta casa pela qual o menino passava, enquanto estava no sistema de adoção. Dessa forma, era de se esperar que o pequeno não estivesse tão confiante entre eles.

“Quando você está em seu sexto lar, desde que foi abandonado aos 2 anos e meio, sua mentalidade é: ‘não se apegue a essas pessoas’”, refletiu a mãe sobre aquele difícil período. “Hoje, é divertido estar com ele por perto. Ele é uma riqueza de conhecimentos aleatórios, em especial em filmes da Marvel”, completou.

Por fim, após 2.710 dias de espera, Elijah foi adotado legalmente pelos Mays. Depois da audiência, a família ainda foi surpreendida por uma carreata! Parentes e amigos passaram em frente a casa deles, de carro, para dar os parabéns pela família ter aumentado.

Além disso, o garotinho recebeu um convite muito especial. Elijah foi chamado para conhecer Kevin Sitt, governador do Estado em que mora com os pais. Quando crescer, o menino quer ser político. E o encontro o fez sonhar ainda mais alto! “Ele voltou dizendo que quer ser governador e depois presidente”, afirmou a mãe.

Reprodução Facebook O menino comemorou a adoção, após 2.710 dias em lares temporários e orfanatos

Nos conte o que você acha!



Source link