O CEO da SpaceX, Elon Musk, usou seu Twitter nesta terça-feira (23) para fazer uma promessa ambiciosa e ousada. O bilionário disse acreditar que conseguirá pousar sua nave estelar Starship em Marte “bem antes de 2030”. 

O tweet foi uma resposta a um tópico no microblog sobre líderes europeus estarem, supostamente, receosos com o fato de a SpaceX estar conseguindo reduzir os custos de lançamento de satélites. Caso a tendência continue, o lançamento de foguetes europeus pode se tornar inviável. 

publicidade

Leia também: 

Musk acredita que essa inviabilidade se dará porque os foguetes da Agência Espacial Europeia, como o Ariane 6 e o Vega-C, ambos com estreia prevista para 2022, não são totalmente reutilizáveis, o que torna os custos muito mais altos. 

“Eles -europeus- estão mirando muito baixo”, declarou Musk em resposta a um tweet de Eric Berger, da Ars Technica. “Apenas foguetes totalmente e rapidamente reutilizáveis serão competitivos. Todo o resto parecerá um bimotor na era dos jatos”, completou. 

Missões Starship

Starship deve fazer voo ao redor da Lua já em 2023. Crédito: Elon Musk/Twitter

Em fevereiro, a SpaceX conseguiu um aporte de US$ 850 milhões, cerca de R$ 4,7 bilhões. Impressiona o fato de o investimento ter sido feito após um dos protótipos do foguete Starship ter explodido durante uma tentativa de pouso após testes em alta altitude. 

A empresa vem conseguindo avançar nos esforços de estabelecer a Starship como uma nave de carga plenamente confiável, mesmo que ainda não tenha conseguido pousar nenhum protótipo com sucesso em escala real, as explosões têm acontecido cada vez mais tarde

Atualmente, os planos da SpaceX são de fazer uma viagem tripulada ao redor da Lua, com o bilionário japonês Yusaku Maezawa a bordo, em 2023. Já a primeira viagem à Marte está prevista para 2027, mas essa deve ser feita sem passageiros. 

Com informações do Futurism 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!





Source link