O produto que testamos hoje é meio diferentão. O Boticário conta que protege a pele de raios UV com o FPS 70, garante o tratamento com o Ácido Hialurônico e controla a oleosidade da pele. Você pode usar a Base Líquida Incolor sozinha ou até mesmo antes da base com cor que já está acostumada a usar.

Base Líquida Incolor Make B.

Preço e onde comprar: A base incolor está saindo a R$ 75,90.

O que a Sá achou na pele oleosa

Base Líquida Incolor Make B.

Você entendeu o produto, né? Essa é a base Hyaluronic do Boticário, mas sem cor e com FPS 70, o que resulta basicamente em um protetor solar. A textura dele é bem líquida e espalha fácil sem ter cheiro forte. Ele não irrita a pele, arde ou esfarela.

Não acho que ele faça alguma coisa pela oleosidade da pele, mas gosto do efeito de “blur” que proporciona. Parece que os poros ficam levemente mais disfarçados. A sensação ao toque é de que tem alguma coisa na pele, como se fosse um sérum ou um primer.

Não senti que deixou meu rosto esbranquiçado, mas vale dizer que também não é matificante. Acho que é uma boa opção de protetor leve, mas precisa levar em consideração que é hidratante por ter ácido hialurônico. Ele não deixou a minha pele oleosa, pesada ou melequenta.

O que a Marina achou na pele seca

Base Líquida Incolor Make B.

Confesso que, passada a confusão inicial com esse produto (é um primer? Um protetor solar? Socorro?), tenho gostado muito dele. Na verdade, ele foi lançado para ser usado antes de uma base que não tenha FPS (já que o dele é 70, bem alto) ou então sozinho, nos dias em que não queremos usar base mas ainda assim queremos os benefícios que essa linha promete. 

A textura é cremosa leve (me lembra um pouco a do HydrAOX da La Roche Posay), fácil de espalhar e some na minha pele sem deixá-la muito esbranquiçada. Enquanto eu espalho o produto, ele fica um pouco branco, sim, mas depois isso desaparece. Aos poucos, ele vai secando mas não chega a ficar mate, assim como também não fica pegajoso – a textura e o toque na pele ficam naturais. Além disso, apesar de não ter cor, sinto que a base invisível dá uma uniformizada na pele – até suaviza minhas sardas que aparecem bastante no verão.

Eu costumo usá-lo quando quero fazer uma maquiagem bem leve – aquela famigerada maquiagem da preguiça. Em que só quero passar um tico de corretivo, batom e máscara de cílios. Assim garanto que a pele fica protegida. Importante lembrar: pro produto ter o fator de proteção indicado no rótulo, é preciso passar uma certa quantidade (uma colher de chá para rosto e pescoço). Não adianta passar uma gotinha só e esperar fator de proteção 70, viu?

O que a Thais achou na pele mista

Base Líquida Incolor Make B.

Toda a proposta desse produto é muito interessante, na minha opinião! Gosto bastante da ideia de reforçar a proteção solar do rosto, ainda mais em relação aos raios UVA e à luz azul, presente em muitos eletrônicos a que nos expomos no dia a dia. Também acho legal que o uso contínuo traga algum tipo de benefício à pele – a tendência, para mim, é que a maquiagem se torne cada vez mais dermocosmética mesmo.

No entanto, tenho algumas considerações a fazer sobre ele, claro. Apesar da promessa de controle da oleosidade, não senti diferença nesse sentido. A textura do produto parece leve à primeira vista, mas na hora da aplicação dá para sentir que deixa o rosto um pouco brilhante (repare nas minhas bochechas no antes e depois!). Se sua pele for muito oleosa, talvez não caia de amores por causa disso.

Sobre a pele ficar mais lisa e uniforme logo após o uso, concordo: o efeito é como o de um primer (tirando a questão do leve brilho que acabei de falar). Sinto que o rosto fica macio, com toque homogêneo. Resumindo, é um produto interessante, especialmente para ser passado antes da maquiagem completa mesmo, oferecendo proteção e uma tela lisinha pra pintar como eu quiser!



Source link