Hoje tem resenha tripla por aqui! E o escolhido é um produto que foi lançado no finzinho do ano passado pela Avène para complementar a linha A-Oxitive: A-Oxitive Noite! Bora ver o que ele fez na pele oleosa, seca e mista?

A-Oxitive Noite

Segundo a marca, A-Oxitive Noite é um potente renovador celular capaz de corrigir e recuperar a pele dos danos causados pelas agressões externas ao longo do dia, enquanto restaura as reservas fisiológicas de Vitamina A e aumenta as defesas naturais da pele para ajudar a formar um escudo contra os danos oxidativos. Indicações: Rugas, linhas finas, perda de luminosidade, textura e tom irregular. Pele exposta às agressões externas como poluição, radiação UV e estresse.

Preço e onde comprar: O sérum A-Oxitive Noite Avène com 30ml custa R$ 209,00 e, pelo nosso link, ele ganha um bom desconto, ficando por R$ 172,12.

O que a Sá achou na pele oleosa

a-oxitive noite

Os bastidores da notícia são que eu mesma dei a sugestão da gente testar esse produto para fazer resenha. Porém, também fui eu mesma que me ferrei com o uso desse produto. Faz parte do trabalho, não é mesmo?

Tenho notado que não me dou bem com os produtos da Avène. Achei que era só com um produto ou outro, mas, no geral, tenho percebido que todos eles ficam muito pesados na minha pele. Até aqueles que são feitos para pele acneica acabam deixando minha pele oleosa. E, falando nisso, o A-Oxitive Noite me deu espinhas, o que fez com que eu descontinuasse o uso dele.

Por causa disso, não pude conferir os benefícios do produto a longo prazo na minha pele. Perdão, pessoal!

O que a Marina achou na pele seca

a-oxitive noite

Eu gosto muito da versão diurna do A-Oxitive, que tem fórmula com derivado de vitamina C. Inclusive, já usei mais de uma embalagem, o que nem sempre acontece. Por conta disso, estava ansiosa para ver como seria essa versão noturna. Essa, por sua vez, tem retinaldeído ao invés de vitamina C – por isso mesmo é noturna, já que esse é um ativo que pode ser fotossensibilizante.

Como normalmente acontece com produtos que tem retinaldeído, esse produto tem uma cor amarelada – é também cremoso, bem fácil de espalhar, sem cheiro marcante. Como venho usando ácidos renovadores (como é o caso desse) na pele já ao longo desse ano todo, não notei nenhum efeito negativo. Não notei ressecamento ou sensibilização da pele.  

Na manhã seguinte, noto que minha pele absorve todo o produto – não acordo com o rosto grudento ou melecado. Aos poucos, também notei que a pele vai ficando mais uniforme, com a textura mais nivelada e mais viçosa de uma forma geral. Gostei bastante dele, sim! Acho que forma uma ótima dupla com um produto com vitamina C (+ protetor solar) pela manhã.

O que a Thais achou na pele mista

a-oxitive noite

Quem acompanha a gente lá no Instagram (@coisasdediva) deve se lembrar de quando incluí o A-Oxitive Noite na minha rotina. Embora o retinaldeído da fórmula seja menos forte que o ácido retinóico, estava toda cheia de dedos porque tenho a pele sensível. No fim, deu tudo certo e o produto não me deu nenhuma reação!

Porém, como nem tudo é perfeito, senti que a rosácea ficou mais atacadinha durante o período de testes – algo muito mais de aparência do que de sensação, até porque a minha é em grau leve. Outro ponto que preciso comentar é sobre a consistência desse cosmético, um tanto gordurosa, na minha opinião. Tive algumas espinhas em lugares aleatórios durante o tratamento e desconfio de que houve relação com uma possível oclusão dos poros. Não é impossível de usar o creme, mas quem tem a pele oleosa pode se incomodar com ele.

Segui firme em nome do bloguismo investigativo e posso dizer que, apesar dessas questões, a textura do rosto melhorou um bom tanto. É como se a pele tivesse ficado mais refinada, lisinha, sabe? Não vi nenhuma grande diferença em termos de linhas, mas também não estava esperando milagre nesse sentido. No geral, um bom produto, contudo, rolam coisas que poderiam ser melhores pra quem tem a pele sensível e mista, como eu!





Source link